Memorando de Entendimento

Memorando de Entendimento

Portugal e a Venezuela assinaram no passado mês de Junho, 14 protocolos de cooperação durante a visita do Presidente Nicolás Maduro a Portugal, que abrangem desde a construção civil às obras públicas, setor agroalimentar ou turismo, num valor estimado de seis mil milhões de euros.
A Habidom - Sinalização Rodoviária, afirmou a sua presença, através da assinatura de um memorando de entendimento com o ministro dos Transportes Terrestres, que estabelece o compromisso de celebrar um contrato de obras públicas para a modernização da sinalização das estradas na Venezuela. 
Foram contabilizados mais de 500Km de Autoestradas e algumas Avenidas principais da grande capital Caracas, precisou Rui Castro, Administrador da Habidom.
Este foi um contrato conseguido pela experiência já revelada em território Venezuelano, entre 14 protocolos, atas, programas de cooperação ou memorandos de entendimentos bilaterais, assinado entre empresários e responsáveis políticos dos dois países, numa cerimónia que decorreu no CCB e que conclui a 8ª comissão mista Portugal-Venezuela.
"Angola e Venezuela são os nossos mercados mais importantes, mas em termos de modernização das estradas e redução da sinistralidade, a Venezuela será a partir deste ano o projeto mais importante", confirmou Rui Castro.

A cerimónia, que decorreu no CCB, na presença do primeiro-ministro Pedro Passos Coelho, do chefe da diplomacia Paulo Portas e de vários membros do Governo e empresários dos dois países, assinalou a etapa final da visita de algumas horas que o Presidente da Venezuela efetuou hoje a Portugal, no âmbito do seu primeiro périplo europeu.